Dia do goleiro: conheça a curiosa história de um que foi esquecido no campo

No dia de Natal de 1937, Sam Bartam não viu que seus companheiros saíram de campo devido a uma neblina

Relacionadas

Era 25 de dezembro de 1937, e uma forte neblina tomou o campo do Stamford Bridge, onde o Chelsea enfrentava o Charlton pelo Campeonato Inglês. O fenômeno meteorológico ficou tão forte que os jogadores decidiram sair de campo. Só esqueceram de avisar Sam Bartram, goleiro do Charlton.

"Pessoas que eu conheço, que entrevistei e que estavam na partida disseram que estavam preocupados que o jogo não fosse acontecer porque havia uma neblina pesada em Londres, estava muito úmido e frio. Não estava tão ruim quando a partida começou, então pensaram: talvez possamos seguir em frente. Mas como é o clima nesse país - você espera 10 minutos e tudo muda - a situação piorou. Meus amigos que estavam lá na torcida do Chelsea não conseguiam ver o campo, não conseguiam ver o gol onde estava o Charlton", contou Rick Glanvill, historiador do Chelsea, ao SporTV em 2017.

Sem conseguir ver os outros jogadores, Bartram não soube que os companheiros e adversários retornaram aos vestiários aos 16 minutos do segundo tempo, quando o placar estava empatado em 1 a 1. A princípio, ninguém se importou em ir avisá-lo. Somente quinze minutos depois um policial foi notificá-lo da situação.

"O goleiro do Charlton ainda estava no seu gol, sozinho no campo, se movimentando para uma possível defesa, pronto para um ataque do Chelsea. E a torcida do Chelsea começou a rir porque claramente Sam Bartram não tinha sido avisado pelos seus companheiros de equipe nem pela arbitragem que a partida tinha sido interrompida. Dizem que um policial entrou no campo e acabou com a angústia dele - já que todos estavam rindo - e disse: "a partida foi interrompida, melhor você ir para o vestiário", relatou o historiador à rede de televisão brasileira.

Bartram atuou pelo Charlton entre 1934 e 1956, participando do vice do time no Campeonato Inglês na temporada de 1936-37, e do título da Copa da Inglaterra na temporada de 1946-47. Falecido em 1981, aos 67 anos, o arqueiro ganhou uma estátua em frente ao estádio do clube, 'The Valley', em 2005, provando que sua torcida lembra de muito mais do que de uma história engraçada de Natal.

MAIS SOBRE:

futebolChelseaCampeonato Inglês de Futebol
Comentários