Diário argentino Olé critica pênalti dado ao Palmeiras: 'voltou o VARsil'

Jornal ainda carrega mágoas da eliminação da seleção de Messi na semifinal da Copa América para o Brasil

Relacionadas

O jornal argentino Olé se irritou com o pênalti dado ao Palmeiras contra o Godoy Cruz na noite desta terça-feira. Para a principal publicação argentina de esportes, está virando um hábito que equipes do país vizinho sejam prejudicadas pelo árbitro de vídeo ao jogar no Brasil.

"Voltou o VARsil", escreveu o Olé no Twitter. Na matéria sobre o jogo, definiu o pênalti como 'extraordinário' por ter acontecido num toque de mão 'hipercasual' que passou despercebido pelo árbitro uruguaio Esteban Ostojich, mas não pelo boliviano Gery Vargas na cabine do VAR. Ele chamou o juiz de campo para revisar e a marcação foi feita.

Até aquele momento do jogo, o placar era de 0 a 0, com nenhuma bola chutada na direção do gol dos dois lados. Raphael Veiga cobrou o pênalti com perfeição e abriu o placar. Depois, o Palmeiras aumentou em pixotada do goleiro Mehring, aproveitada por Borja. Scarpa e Dudu fecharam o placar em 4 a 0.

A raiva do Olé vem da Copa América: os argentinos consideraram terem sido prejudicados na semifinal do torneio em que foram derrotados por 2 a 0 para o Brasil, por dois pênaltis que não foram marcados pelo árbitro da partida, Roddy Zambrano, e ignorado pelo do VAR, Leodan Gonzalez. Uma das penalidades teria acontecido na origem do segundo gol brasileiro.

MAIS SOBRE:

futebolPalmeirasGodoy Cruz [futebol]Libertadores [Copa Libertadores da América]
Comentários