Dybala revela ser fã do futebol brasileiro e exalta Ceni: 'Tem mais gols que eu'

Argentino espera ganhar uma vaga entre os titulares, se possível ao lado de Lionel Messi no ataque

Relacionadas

Paulo Dybala é um dos craques da Copa do Mundo da Rússia. Em entrevista ao canal do Youtube "Pilhado", o jogador da Juventus se declarou fã do futebol brasileiro e revelou que gostava de assistir, quando era criança, quando os clubes disputavam a Libertadores da América.

Quiz: quem é você na seleção brasileira? Faça o teste e descubra!

Preparados? Brasileiros dão dicas para jogo na sexta às 9h da 'madrugada'

Aos 33 anos, Cristiano Ronaldo é o jogador mais rápido da Copa do Mundo

O camisa 21 da albiceleste que espera ganhar uma vaga entre os titulares, se possível ao lado de Lionel Messi no ataque dos atuais vice-campeões mundiais, também citou quatro clubes grandes que via com mais frequência: "Os grandes clubes do Brasil, como São Paulo, Santos, Grêmio e Fluminense... sempre enfrentavam equipes argentinas. Eram partidas lindas de se ver”, afirmou.

Dybala contou ainda que chegou a ter camisas do Grêmio, Santos e do São Paulo "de Rogério Ceni". O ex-goleiro e ídolo são-paulino, aliás, é também um dos ídolos do atacante argentino. "Ele tem mais gols do que nós dois juntos", brincou o jogador em referência ao brasileiro Douglas Costa, que também participou do bate-papo.

"Há muitos times maravilhosos no Brasil. O futebol brasileiro é especial porque é jogado com alegria, as equipes só pensam em atacar, defendem pouco, é mais divertido", completou.  Dybala revelou também ser fã de Ronaldinho e Riquelme, além de afirmar que torce para um Brasil e Argentina em uma final "histórica" da Copa do Mundo. 

Na seleção argentina

O maior obstáculo para Dybala ser titular na equipe argentina é a presença de Messi. Para Sampaoli, Dybala joga na mesma posição e só entraria em campo em caso de desfalque do principal jogador argentino. O reserva, contudo, avisa que pode ser versátil no time. "Já joguei em muitas posições desde que comecei no futebol. E sempre me senti confortável."

Para Dybala, o atacante do Barcelona é insubstituível na seleção. "Messi não tem nenhum reserva, nem aqui e nem em nenhum time do mundo. Obviamente que poderíamos jogar juntos", disse o jogador da Juventus, ao exaltar o companheiro, alvo de muitas críticas após perder um pênalti na estreia da equipe na Rússia.

MAIS SOBRE:

FutebolDybalaCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]futebol
Comentários