Envolvido em polêmica com racismo, Alê Oliveira rescinde contrato com ESPN

Comentarista foi acusado de ter destratado uma funcionária da emissora

Relacionadas

Depois de toda a confusão registrada na última semana, quando o colunista Léo Dias, do jornal O Dia, revelou uma briga do comentarista Alexandre Oliveira com uma maquiadora da ESPN e o acusou de racismo, o profissional não faz mais parte do quadro de funcionários da emissora.

A informação foi confirmada pela própria ESPN, que emitiu uma nota para explicar o caso, exaltando que não foi constatada ofensa racial, mas que, em comum acordo, optaram por encerrar o vínculo: "A ESPN e o comentarista Alexandre Oliveira decidiram, em comum acordo, encerrar o contrato nesta terça-feira. Muito embora não tenha sido constatada ofensa racial em recente episódio envolvendo uma funcionária da ESPN, as partes optaram por não continuar com o contrato. A ESPN agradece ao comentarista pelos anos de parceria e deseja sucesso em seu futuro profissional".

Por meio do Instagram, o comentarista se manifestou agradecendo a oportunidade, tratando sua passagem pela ESPN como uma "história de amor".  Na última semana, logo que o caso veio a público, a emissora decidiu antecipar as férias de Alê, que se disse "sem condições" de participar do "Bate-Bola Debate", programa que era uma das grandes atrações ao lado de Bruno Vicari, Jorge Nicola e Leonardo Bertozzi.

MAIS SOBRE:

Futebolracismo
Comentários