Especialista explica como armazenar itens esportivos na volta do futebol 

Reginaldo Zunkeller, gerente de desenvolvimento da Penalty, diz que procedimentos adequados 'ajudam a preservar a vida útil dos produtos'

Relacionadas

Já que a prática do futebol não é permitida por conta da aglomeração de pessoas, a quarentena em razão do coronavírus pode ser um momento propício para os boleiros de plantão limparem suas chuteiras e bolas. De acordo com Reginaldo Zunkeller, gerente de desenvolvimento da Penalty, a limpeza apropriada dos itens esportivos aumenta suas durabilidades. "A correta higienização e o armazenamento adequado dos artigos esportivos ajudam a preservar a vida útil e a performance dos produtos".

Zunkeller destaca algumas dicas de como higienizar a melhor amiga da bola, a partir de sua limpeza regular. "Como a sujeira estará mais ‘fresca’, será mais fácil removê-la sem a necessidade de ficar esfregando, o que pode danificar os produtos".

O porta voz da marca recomenda que os produtos não sejam colocados em máquinas de lavar e que, no caso das chuteiras, seus cadarços e palmilhas devam ser retirados e higienizados separadamente. 

Além disso, Zunkeller ressalta para que o calçado e a bola não sejam deixados de molho. “Caso a bola ou a chuteira estejam muito encardidas, vale esfregar de forma leve, sem forçar, pressionando o pano ou o lado macio da esponja apenas com o peso da mão. Não recomendamos deixar de molho”.

Ao fim da limpeza, o gerente da marca recomenda secar os produtos com um pano de algodão e, após a secagem, deve-se evitar o armazenamento do produtos em locais quentes e úmidos. “São recomendações simples que vão garantir maior durabilidade aos produtos, além de mantê-los livres de mal odor, vírus, fungos e bactérias".

MAIS SOBRE:

futebolcoronavírus
Comentários