Mulheres de jogadores do Náutico cobram salários de atletas nas redes sociais

'E os salários dos altetas?', perguntaram mulheres após notícia de que equipe receberia R$ 1,5 milhão

Relacionadas

O Náutico, tradicional equipe da primeira divisão de Pernambuco e da Série B do Campeonato Brasileiro, anunciou em seu Instagram que recebeu R$ 1,5 milhão, valor a ser utilizado em várias pendências do clube. Revoltadas, várias esposas de jogadores cobraram a diretoria publicamente, no próprio Instagram. As esposas ainda criaram a hashtag #tademais para dar mais força ao protesto.

"Na tarde desta quinta-feira, o presidente Ivan Brondi assinou a autorização para o pagamento do contrato do aporte financeiro, no valor de R$ 1,5 milhão, que será utilizado para pagar uma folha do pessoal do administrativo, a regularização do Profut e ainda como motor da intensificação nas obras para a reforma do estádio dos Aflitos", escreveu o clube na postagem, com uma foto de Ivan assinando os contratos.

Logo na sequência, pelo menos sete esposas e familiares de jogadores cobraram uma posição do clube, que enfrenta problemas financeiros. Confira:

Usando sempre a mesma frase - "E os salários dos jogadores e funcionários? #TáDemais" - os familiares escancararam a insatisfação vivida pelos jogadores com o atraso e receberam o apoio de outras esposas de profissionais que deixaram o clube nesta e em outras temporadas - alguns processam o Náutico na Justiça do Trabalho. Já alguns torcedores aproveitaram para criticar o clube, na mesma postagem.

O Náutico, que passa por uma readequação financeira, não comentou o assunto, mas garante que existem outras fontes de renda para pagar o elenco.

MAIS SOBRE:

futebol Futebol
Comentários