Estádio mais caro da Copa de 2014 pode ser alugado para jogo por R$ 39

Mané Garrincha, que custou R$ 1,4 bi, vem recebendo eventos como a Feira da Gestante e colações de grau

Relacionadas

O valor faz pensar que dá até pra reunir os amigos e bater uma bolinha no campo do Mané Garrincha, em Brasília. Sim, nada menos do que a arena mais cara da Copa do Mundo de 2014, que custou cerca de R$ 1,4 bilhão, e que vem sediando jogos de menor expressão e outros eventos, custou isso para uma partida entre as equipes do Brasília e do Formosa, no dia 8 de março, pela oitava rodada do Campeonato do Distrito Federal.

Compareceram ao jogo 71 pagantes, e a renda gerada foi de R$ 260. Pior ainda: o site ESPN.com.br mostra, em reportagem, que o Diário Oficial da União aponta que efetivamente, no jogo em questão foram arrecadados, de aluguel, exatos R$ 27,30. Para efeito de comparação, o aluguel de uma quadra society na cidade de São Paulo, nas medidas de 45m x 25m, pode chegar a mais de R$ 600 por hora.

A reportagem informa que os aluguéis do estádio para outras finalidades custam mais caro, mas mesmo assium os valores são considerados baixos, diante do gigantismo do local.

A "Festa da Gestante, Bebê e Criança", realizada no local em março, custou aos organizadores R$ 165.127,59 de aluguel. Já o "Bier Hub Festival", ocorrido em 10 e 11 de março, saiu por R$ 3.463,39. A colação de grau de uma faculdade local gerou, em aluguel, R$ 5.493,07 para a Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer. Todos são valores que apareceram nas páginas do Diário Oficial.

Uma matéria do Estadão mostrou que o Mané Garrincha virou até mesmo sede de secretarias estaduais do DF, na tentativa de amenizar o prejuízo que o estádio sofre desde o fim da Copa do Mundo. O custo de manutenção é de R$ 700 mil por mês, mas as partidas de futebol geram rendas irrisórias. Também já surgiu uma denúncia de que o gramado do Mané Garrincha foi superfaturado.

 

MAIS SOBRE:

futebolGarrinchaCopa do MundoDiário Oficial da UniãoFutebol
Comentários