Ex-goleiro Casillas aponta três técnicos que o inspiram, caso ingresse na profissão

Campeão do mundo com a seleção espanhola busca espaço em outras áreas do futebol, após a aposentadoria e aponta que pode adotar estilo de Zidane, Del Bosque ou Ancelotti

Relacionadas

Participando de um evento especial do jornal espanhol Marca, o ex-goleiro da seleção espanhola e do Real Madrid, Iker Casillas, afirmou que, caso decida se tornar treinador, terá um estilo parecido ao de Zinédine Zidane (Real Madrid), Vicente Del Bosque (aposentado) ou Carlo Ancelotti (Everton).

"Creio que me pareceria mais a Zidane, Del Bosque ou Ancelotti, mesmo que meu estilo dentro de campo fosse um pouco diferente", avaliou o ex-goleiro.

O ídolo espanhol não chegou a ser treinado pelo francês Zidane, porém atuou no Real Madrid ao lado do três vezes eleito melhor do mundo. Já a experiência com Del Bosque e Ancelotti é diferente. Em 2010, Casillas foi campeão do mundo sob o comando do espanhol. Enquanto com o italiano, conquistou a Liga dos Campeões na temporada 2013-2014.

Aposentado por causa de um problema de coração, Casillas contou no evento Marca Sport Weekend que tem procurado qual o melhor espaço para ocupar no mundo do futebol. "É evidente que meu mundo é o futebol. Avaliei diferentes lugares onde pudesse estar, e veremos o que farei", disse Casillas.

O ex-goleiro inclusive pleiteou uma candidatura à presidência da RFEF (Real Federação Espanhola de Futebol), mas acabou desistindo pouco antes da eleição, alegando maior preocupação com as situações sanitária e econômica que a Espanha passava em meio à pandemia de covid-19.

"Minha ideia era que Federação e Liga andassem de mãos dadas, olhando uma pela outra, pelo bem do futebol e dos jogadores. Não descarto a longo prazo (nova candidatura à presidência da RFEF). Desde jovem, tenho servido às seleções, mas gostaria de ajudar a minha casa, especialmente os jovens", explicou Casillas.

Campeão do mundo com a seleção espanhola e ídolo do Real Madrid, onde conquistou inúmeros títulos, Casillas oficializou sua aposentadoria em agosto de 2020, apesar de não atuar desde maio do ano anterior, quando sofreu um infarto durante um treino do Porto. "Por sorte, passou um ano e meio do infarto, e o cardiologista me liberou para levar uma vida normal", contou o ex-goleiro.

MAIS SOBRE:

futebolIker Casillasseleção espanhola masculina de futebolReal Madrid Club de Futbol
Comentários