Ex-ídolo do Milan, Kaladze é eleito prefeito da capital da Georgia

Cidade de Tblisi será comandada pelo ex-jogador, considerado o melhor zagueiro da história do país

Ex-jogador do Milan e ex-capitão da seleção da Geórgia, Kakha Kaladze foi eleito como prefeito de Tbilisi, capital do país, e comandará a cidade, de cerca de 1,5 milhão de habitantes, pelos próximos quatro anos.

Em 2012, com 34 anos, Kaladze, considerado o melhor zagueiro da história da Geórgia, pendurou as chuteiras para abraçar a política, repetindo o sucesso dos gramados. As informações são da agência EFE.

Torcedor do Boca tenta passar para setor mais caro e fica preso em buraco

Após choque, argentino leva 10 pontos no pênis; assista ao lance

Vencedor de duas Ligas dos Campeões com o Milan, Kaladze também não deu chances para os adversários políticos e obteve 51,3% dos votos nas eleições municipais, eliminando a possibilidade de segundo turno.

Um dos primeiros a parabenizar o prefeito eleito de Tbilisi foi o ex-primeiro-ministro da Itália e antigo dono do Milan, Silvio Berlusconi, que desejou a Kaladze sucesso em seu governo.

O zagueiro Paolo Maldini, que fez dupla com Kaladze na zaga rossonera, também expressou "alegria" pela vitória do amigo.

Faltando poucos dias para o pleito, vários jogadores da Itália e de outros países que jogaram com Kaladze disputaram um amistoso em Tbilisi. Mas o futebol também esteve em outros aspectos da campanha.

Nos cartazes eleitorais do ex-jogador, Kaladze aparecia ao lado da esposa e dos três filhos do casal, todos eles com a camisa do Dínamo de Tbilisi, clube mais popular do país e no qual o zagueiro deu os primeiros passos no futebol.

 Curta o Estadão Esportes no Facebook!

 Siga o Estadão Esportes no Twitter!

Confira os destaques da programação esportiva na TV

Kaladze deu o nome de Levan ao seu filho mais velho, de oito anos, em memória de seu irmão mais novo, que em 2001 foi sequestrado e depois morto pelos homens que o capturaram.

Os sequestradores exigiram um resgate de US$ 600 mil, que Kaladze se mostrou disposto a pagar. No entanto, eles acabaram matando o refém, com medo de, como explicaram depois de presos, de serem descobertos pelas autoridades locais.

Ex-jogadores como Massimo Ambrosini e Gennaro Gattuso gravaram vídeos de apoio ao antigo companheiro de Milan. O futebol, esporte preferido de muitos georgianos, se transformou em um ponto de disputa importante da luta eleitoral.

"Onde Kaladze está sempre há sucessos e vitórias", afirmou o primeiro-ministro e líder do partido Sonho Georgiano, Giorgi Kvirikashvili.

MAIS SOBRE:

futebolMilanfutebol
Comentários