Ex-jogador do Boca Juniors garante ter sido sequestrado por ETs

Guillermo Marino alega que só chegou atrasado a um treino porque foi abduzido no meio do caminho

Relacionadas

O meia argentino Gustavo Lorenzetti fez nos últimos dias uma revelação curiosa sobre um antigo companheiro de clube. Atual jogador do Deportes Iquique, do Chile, ele comentou que nos tempos em que defendeu a Universidad de Chile, um colega de elenco alegava que por ter sido sequestrado por extraterrestres, chegou atrasado a um dos treinamentos da equipe.

A possível vítima do incidente era o meia Guillermo Marino. Atualmente aposentado, ele jogou também pelo Boca Juniors e Newell's Old Boys. "Um dia ele chegou tarde dizendo que havia sido levado por extraterrestres e até te dava explicações sobre o que sentiu", contou Lorenzetti ao canal do YouTube do jornalista Leonardo Burgueño. O treinador da equipe na época era Jorge Sampaoli, atualmente técnico do Atlético-MG.

Lorezentti relatou o que Marino contou aos colegas após o incidente. "Ele dizia que estava perdido e o sequestraram. Ele explica que teve a alma tomada, analisada e enquanto isso, no caminho, (os ETs) vão te cuidando. Eu acredito porque o Guille era uma pessoa séria, de credibilidade e que lia muitos livros", afirmou.

 

MAIS SOBRE:

Comentários