Ex-Liverpool e Manchester City, Hamann é acusado de violência doméstica

Volante está na Austrália e não pode ter contato com mulher, que não teria se ferido no incidente

Relacionadas

Dietmar Hamann, ex-jogador que passou por Liverpool e Manchester City na carreira, foi acusado de atacar sua namorada durante uma briga doméstica na Austrália, onde está visitando. A polícia o teria ido ao local e levado Hamann em custódia, na última sexta, 21. A mulher, apesar da situação, não se feriu.

Na sequência, a polícia australiana emitiu uma ordem de distância para ele, proibindo-o de contatar a namorada. Hamann tentou ligar para ela, o que violou a ordem, e ele foi levado em custódia novamente.

Depois, Hamann teve que comparecer a um tribunal e pagar uma fiança para ser liberado. A polícia foi contra a fiança, mas o juiz a aceitou contanto que o ex-jogador entregasse o passaporte e vá à delegacia nas próximas segunda e sexta-feira. Ele também terá de comparecer no tribunal na próxima terça, já que o advogado promete que ele irá lutar contra a acusação.

No futebol, Hamann atuava como volante e teve bons momentos principalmente no Liverpool, onde foi campeão da Liga dos Campeões em 2005. Hamann também esteve na seleção alemã que foi vice-campeã da Copa do Mundo em 2002.

MAIS SOBRE:

futebolviolência domésticaviolência contra a mulherDietmar Hamann
Comentários