Ex-ministro egípcio se desculpa por chamar Messi de 'imbecil'

Fato ocorreu depois de visita do craque argentino às pirâmides. Messi não teria mostrado interesse nos monumentos

Relacionadas

O arqueólogo egípcio Zahi Hawas pediu desculpas ao atacante do Barcelona Lionel Messi por chamá-lo de "imbecil", o que ocorreu no mês passado, depois de uma visita do astro do Barcelona pelas pirâmides, em fevereiro.

Hawas, ex-ministro da Antiguidade do Egito, e que guiou Messi na visita, publicou um comunicado se desculpando pela ofensa, que foi feita em uma entrevista do arqueólogo a um canal de TV local e causou polêmica no país.

No pedido de desculpas, Hawas atribuiu a um intérprete as dificuldades de comunicação com o argentino durante a visita, causa do suposto desinteresse do craque nos monumentos históricos e nas informações sobre eles. O intérprete "não teria feito um bom trabalho" e nem conseguido transmistir a Messi a "paixão e a emoção" que envolvem as pirâmedes, segundo o ex-ministro.

"A visita de Lionel Messi às pirâmides é mais importante que a de políticos, chefes de Estado ou até de estrelas de Hollywood, porque o povo na rua conhece Messi e interage com ele", contou o ex-ministro em seu pedido de desculpas, relatou o portal UOL

MAIS SOBRE:

futebolBarcelonaMessi
Comentários