Ex-presidente da Fifa, Blatter reafirma que Palmeiras é campeão mundial

Cartola insinua que título na Copa Rio de 1951 deixou de ser reconhecido por razões políticas

Relacionadas

Joseph Blatter não tem mais poder na Fifa, mas ainda dá seus pitacos sobre os rumos da entidade. Em uma entrevista ao portal UOL, o ex-presidente da entidade comentou sobre vários assuntos, mas foi contundente sobre o título de 1951 do Palmeiras: é campão mundial e ponto.

"Sim, nós concordamos em reconhecer o Palmeiras [campeão mundial]", disse Blatter, quando questionado pela reportagem se foi ele quem reconheceu o título da Copa Rio de 1951.

O ex-cartola insinuou que a razão para que a atual administração não reconheça o título da Copa Rio de 1951 como Mundial é política.  "Acho que foi porque eu reconheci. Devemos reconhecer que o Palmeiras foi o primeiro campeão mundial de clubes e ponto final. Foi o primeiro", concluiu Blatter sobre o assunto.

Recentemente, o atual presidente da Fifa, Gianni Infantino, recebeu a mesma questão e respondeu brincando, dizendo que iria falar com Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, sobre o tema.

Em 1951, a Confederação Brasileira de Desportos (CBD) organizou o Torneio Internacional de Clubes Campeões, que ficou conhecido como Copa Rio, com assessoria da Fifa. O torneio tinha Vasco e Palmeiras do Brasil e contava com representantes de Uruguai, França, Itália, Iugoslávia, Áustria e Portugal. Na final, o Palmeiras bateu a Juventus da Itália.

Há mais de uma década, o clube busca reconhecimento oficial do título como o primeiro campeonato mundial de clubes, o que aconteceu em 2014, mas foi revogado em 2017 - na última revisão, a FIFA passou a considerar como mundiais apenas os torneios que ela própria organizou, sem levar em conta também a Copa Toyota, que opôs o campeão da Libertadores ao da Liga dos Campeões entre 1960 e 2004.

MAIS SOBRE:

futebolJoseph BlatterPalmeirasMundial de Clubes
Comentários