Ex-presidente do Inter diz não estar arrependido de agredir jornalista

Jornalista que levou soco afirmou que essa não é a primeira vez que o dirigente agride profissionais da imprensa

Relacionadas

O Internacional vem colecionando momentos vergonhosos em 2016, dentro e fora de campo. O Colorado caiu pela primeira vez para a série B, e esse momento complicado tem motivado reações extremas de dirigentes e pessoas ligados ao clube. Nesta segunda-feira, o ex-presidente Fernando Miranda, acertou um soco na cara do jornalista Julio Ribeiro, no programa Cadeira Cativa, da Ulbra TV. Miranda e os jornalistas discutiam sobre a difícil fase que o time enfrenta até que a discussão saiu do controle. 

Perguntado sobre a sua reação, Miranda minimizou o ocorrido. "Não estou em um confessionário. Essa história de arrependimento, não é esse o aspecto de que estamos falando. O que aconteceu ali foi de um ser humano, não foi pensado. Quem nunca teve um bate-pronto, foi reativo a algo que estava acontecendo? Tem algumas pessoas que, como têm rabo [preso], elas aguentam. Eu não tenho rabo. Nunca tiveram nada para dizer a meu respeito'', disse, em entrevista  à Rádio Bandeirantes. 

Júlio Ribeiro também concedeu entrevista à radio e afirmou que Fernando Miranda é reincidente em agressão a profissionais da imprensa e prometeu processá-lo civil e criminalmente. ''Ele já agrediu outros dois jornalistas aqui no Rio Grande do Sul, um produtor e um repórter da Rádio Guaíba Ontem, ele não agrediu o Júlio Ribeiro, ele agrediu a liberdade de opinião".  

MAIS SOBRE:

futebolFutebolInternacionalJornalista
Comentários