Execução do hino da Liga dos Campeões cresce até 325% em dia de jogo

Brasil é oitavo país que mais ouviu a faixa na primeira rodada deste ano, segundo levantamento do Spotify

Relacionadas

Ouvir a música, composta em 1992 por Tony Britten, como uma adaptação de “Zadok The Priest”, um dos quatro hinos de coroação do Reino Unido, parece ter se tornado um ritual antes dos jogos da maior competição de clubes do mundo. De acordo com um levantamento feito pelo Spotify, as reproduções da épica canção que antecede os jogos da Liga dos Campeões dispararam na semana da primeira rodada do torneio. Houve um crescimento de 152,7% nas execuções da faixa entre 11 e 12 de setembro. O aumento chegou a 325,7%, na quarta feira, dia 13.

Das pessoas que ouvem o hino da Champions no Spotify 91,6% são homens, dos quais 36,9% têm entre 18 e 22 anos de idade e 26,9% entre 23 e 27 anos. Cantado nos 3 idiomas oficiais da UEFA (inglês, francês e alemão), o hino, gravado pela Royal Philharmonic Orchestra e o coro da Academia de St. Martin, já tinha atingido um pico de 206,9% entre os dias 2 e 3 de junho, data da última final da Liga . Dos usuários que ouviram o Hino na ocasião, 90,6% eram homens - 29,8% com idades entre 18 e 22 anos e 26,1% entre 23 e 27 anos.

O Brasil é oitavo país que mais executou a faixa na primeira rodada deste ano. O campeão é o México, seguido por Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Holanda, França e Turquia. Completam o top 10, a Noruega e a Suécia. 

 

MAIS SOBRE:

futebolLiga dos CampeõesReal Madrid Club de FutbolBorussia Dortmund
Comentários