Faça o que digo, não o que faço: Mascherano quer que Messi fique na seleção

Volante anunciou sua aposentadoria da seleção da Argentina depois de 19 anos

O volante Javier Mascherano anunciou neste sábado em Kazan, na Rússia, a aposentadoria da seleção da Argentina depois de 19 anos. Aos 34 anos e depois de ter sido eliminado do Mundial, o jogador fez um comunicado na saída do vestiário para revelar que não jogará mais pelo país.

+ Eliminados no mesmo dia, Messi e Cristiano Ronaldo viram piada na web

+ FERA TRICOLOR: qual a opinião sobre o novo uniforme do São Paulo?

+ Jornais argentinos lamentam derrota: 'uma eliminação entre a pena e o óbvio'

Ao contrário de sua decisão, Mascherano quer que o amigo Lionel Messi continue defendendo a camisa do país. "Tomara que não seja um fim de ciclo", disse Mascherano ao ser questionado sobre a possibilidade de Messi deixar a seleção.

"Incentivo todos a continuar, porque não fizeram mal a ninguém. Eles simplesmente se doaram por esta seleção, por esta camisa, e fizeram tudo. Tomara que tenham força e energia para continuar", declarou o jogaodr.

Mascherano foi o único argentino a falar depois da eliminação para a França na derrota por 4 a 3 pelas oitavas de final da Copa do Mundo. "A despedida é triste. Mas quero olhar para trás e sentir orgulho do que fiz. Sempre me esforcei muito e busquei ganhar todos os jogos", disse.

 

MAIS SOBRE:

FutebolCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]MascheranoMessiseleção argentina masculina de futebol
Comentários