Família australiana que viajou por Neymar nem conseguiu ver jogo do Barça

Mãe, pai e filho que marcaram viagem antes da mudança do brasileiro para o PSG, compraram ingressos para partida que aconteceu com portões fechados

Você se acha azarado? Acho melhor rever seus conceitos após ler essa matéria. 

Relacionadas

Com o desejo de realizar o sonho do filho, dois pais australianos reservaram há três meses uma viagem para Barcelona. O ponto alto do passeio seria assistir a uma partida do clube azul-grená em pleno Camp Nou e a presença de Neymar, grande ídolo do menino. 

Mas, como é possível ver, toda a história não deu nada certo. Primeiro porque, como todos sabemos, Neymar não é mais jogador do Barcelona, e desde agosto defende o Paris Saint-Germain. 

 

 

Segundo porque a partida para qual a família Schnepf comprou os ingressos aconteceu com portões fechados, devido a questões de segurança envolvendo o plebiscito de independência da Catalunha

A história fica ainda melhor: "Somos muito azarados. Nós compramos ingressos para a partida entre Brasil e Argentina, em Junho, em Melbourn porque (nosso filho) Rudy realmente queria ver Neymar. Nós fomos ao jogo, mas Neymar estava no Japão, em compromissos publicitários", contou Lisa Schnepf, a mãe, em entrevista ao jornal The National, dos Emirados Árabes Unidos. 

 

 

+ Como ficará o futebol na Catalunha após o plebiscito separatista?

 

Ela ainda afirmou que alguns amigos sugeriram que assistissem ao clássico entre Barcelona e Real Madrid, em Miami, nos Estados Unidos. No entanto, "nós dissemos que tínhamos reservados passagens para voar para Barcelona para ver Neymar". 

E continuou: "Nós tínhamos um feriado na Europa e reservamos perto do jogo do Barcelona. Reservamos assim que saíram as datas das partidas (em junho). Não conseguimos mudar as passagens depois que ele foi para o PSG. Companhias aéreas não deixam você mudar as passagens se um jogador muda de time". 

 

 

"Mas ainda assim tínhamos esperança de ver o Barcelona, por isso agendamos o voo de volta para segunda-feira, logo depois do jogo", completou. 

Do quarto do hotel eles não entenderam quando viram os assentos do Camp Nou vazios antes da partida e só souberam da decisão da diretoria do clube a chegarem ao portão do estádio.

 

 

MAIS SOBRE:

futebolfc barcelonaNeymar
Comentários