'Fan zone' da Copa do Mundo provoca irritação de estudantes em Moscou

Uma das instalações está localizada em um parque histórico ao lado da Universidade de Moscou

Relacionadas

Durante a Copa do Mundo de futebol, uma das áreas verdes de Moscou acolherá milhares de torcedores em busca de diversão: a instalação de uma 'fan zone' do torneio em um parque histórico ao lado da Universidade de Moscou provocou a irritação de grupos de estudantes, preocupados com possíveis destruições.

+ Jogador Houston Texans é diagnosticado com câncer 

+ Prostitutas russas são afastadas da Copa do Mundo por pressão policial

+ Ex-jogador do Palmeiras morre atropelado e clube lamenta: 'desejamos força'

Essa 'fan zone' tem capacidade para até 25.000 pessoas e será palco de shows, espetáculos e, sobretudo, o lugar onde milhares de torcedores poderão acompanhar os jogos em um telão, de 14 de junho a 15 de julho.

Mas para os 6.000 estudantes e funcionários da universidade moscovita, a 'futebolmania' não gera unanimidade. Em torno dessa 'fan zone' foi gerado um movimento de descontentamento que preocupa os organizadores, que realizaram grandes investimentos para melhorar a imagem de Moscou e da Rússia, em um momento de especial tensão diplomática.

"Começamos a nos manifestar quando nos disseram no ano passado que nosso semestre seria encurtado devido à fan zone", explica à AFP Maria Chekochkina, que prepara uma tese nessa universidade.

Os serviços secretos (FSB, antigo KGB) exigiram que os laboratórios da universidade fechassem suas portas durante a Copa do Mundo, temendo que materiais radioativos utilizados lá caíssem em mãos erradas.

"Há também o risco de que os estudantes sejam expulsos de seus quartos para dar seus lugares à Guarda Nacional", protesta Maria Chekochkina, de 26 anos.

Para diminuir a irritação dos estudantes, as autoridades russas afastaram a 'fan zone' 300 metros da universidade. Mas para Maria, isso não resolve o problema. "Há muitos membros do FSB aqui, começamos a reconhecê-los", afirma a estudante.

Dias depois, um painel que anunciava a instalação para a Copa foi pintado com uma mensagem em letras vermelhas que dizia "Não à Fan Zone". Três estudantes foram detidos por "vandalismo" e depois liberados./AFP

MAIS SOBRE:

FutebolCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]
Comentários