Figo diz que saiu do Barça e foi para o Real porque 'não se sentia reconhecido'

Transferência ocorrida em 2000 marcou início da era 'galáctica' do time madrilenho e causou ódio da torcida catalã

Relacionadas

O português Luís Figo foi protagonista de uma das transferências mais polêmicas da história do futebol quando saiu do Barcelona, onde era considerado ídolo, e foi para o arquirrival Real Madrid. Em uma live com o ex-zagueiro italiano Cannavaro, o português contou o que o levou a aceitar a mudança.

"Foi uma decisão importante e difícil, porque saí de uma cidade que me dava muito e onde eu estava bem. Porém, quando você não sente que é reconhecido pelo que está fazendo, se tem uma proposta de outro clube, você pensa nela", contou Figo na transmissão.

Segundo ele, houveram dificuldades na mudança por conta da transição política que o Real Madrid passava, com Florentino Pérez assumindo a presidência pela primeira vez. "Os grandes clubes do mundo são parecidos, a diferença principal são as pessoas que formam a associação, porque cheguei em Madri com uma mudança importante na presidência, e, no início, não foi fácil. Tudo era novo para mim, mas a integração foi boa, e, com a ajuda de todo mundo, me adaptei muito bem", relatou Figo.

Figo foi o primeiro grande nome do time 'galático' que Florentino Pérez pretendia montar no Real Madrid. Mas ele passou a ser odiado pelo torcedores do Barcelona, que lhe davam sonoras vaias todas as vezes que jogava no Camp Nou e chegaram a tentar acertar objetos nele, de garrafas de refrigerante a uma cabeça de porco, durante um clássico em 2003.

FUTURO COMO DIRIGENTE

Além da história da transferência, outro ponto interessante da live foi quando Figo comentou sobre a ideia de ser dirigente do futebol. "No momento, estou bem com o trabalho que estou fazendo, estou aprendendo muito, e no futuro veremos", afirmando que a possibilidade existe.

Figo já chegou a anunciar candidatura para a presidência da Fifa em 2015, mas retirou-a antes da eleição. Agora, a ideia do ex-jogador português é se candidatar à presidência da Uefa no futuro.

MAIS SOBRE:

futebolFigoBarcelona [Futbol Club Barcelona]Real Madrid Club de Futbol
Comentários