Filha de ex-Palmeiras estava na escola que aconteceu o massacre na Flórida

Maria Fernanda escapou ilesa por ter ficado escondida dentro de um armário

Relacionadas

Bruno Cardoso passou um grande sufoco nesta última quarta-feira, dia 14. O ex-goleiro do Palmeiras viu a escola onde sua filha de 15 anos de idade estuda ser atacada por um atirador que matou 17 pessoas. Bruno vive atualmente com a família nos Estados Unidos e sua filha, Maria Fernanda, frequenta o Stoneman Douglas High School e saiu ilesa do massacre.

Radialista é demitido por comentários sexuais sobre campeã olímpica de 17 anos

Neymar vira alvo de imprensa europeia após derrota do PSG

Kyrie Irving vai estrelar o popular 'Uncle Drew' nos cinemas; veja trailer

Em entrevista ao jornal O Globo, Bruno relembrou os momentos de angústia, já que só conseguiu encontrar a filha duas horas depois do ocorrido. O goleiro, que já atuou pelo Fort Lauderlade Strikers, ficou sabendo do incidente pelo filho, que estuda no colégio ao lado. 

"Consegui trocar mensagens com ela. Maria Fernanda se trancou no armário, mas ouviu os tiros. Foi algo muito forte. Ela disse que toda a sua turma ficou trancada na sala de aula e que, poucos minutos depois, um agente da SWAT revistou a sala, disse que estava tudo tranquilo e ficou na porta", disse.

Bruno contou também que a menina está muito abalada por toda a situação. Além de saber que um professor de Geografia que ela gostava muito veio a falecer tentando proteger seus alunos, ela também chegou a ver pessoas mortas na saída da escola. O atirador matou 17 pessoas. 

MAIS SOBRE:

futebolMaria FernandaPalmeirasEstados Unidos [América do Norte]
Comentários