Flamengo dá camisa a deputado que quebrou placa de Marielle Franco

Rodrigo Amorim foi o deputado estadual mais votado do Rio de Janeiro nas eleições de 2018

Relacionadas

O deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL), do Rio de Janeiro, recebeu nesta sexta-feira uma camisa personalizada do Flamengo, clube pelo qual torce. Amorim se tornou notório ao quebrar uma placa de rua que homenageava a vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018.

No último domingo, Amorim esteve presente no Maracanã ao lado do governador Wilson Witzel (PSC), para acompanhar a partida entre Vasco e Flamengo na final da Taça Rio. Com o título do Flamengo nos pênaltis, Amorim festejou no campo com os jogadores.

Amorim se tornou conhecido a partir do dia 3 de outubro de 2018, quatro antes da votação do primeiro turno das eleições, quando ele e seu correligionário Daniel Silveira quebraram uma placa com o nome de rua que homenageava Marielle Franco, e tiraram fotos sorridentes com os pedaços. A placa não era oficial, e a justificativa do então candidato foi a de que não se podia permitir depredação de patrimônio público como a que a placa representava. Poucos dias depois, Amorim foi  eleito deputado estadual com a maior votação do Rio de Janeiro.

Marielle Franco foi assassinada em 14 de março de 2018, junto com Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava. A vereadora se notabilizou pela defesa dos direitos humanos. As investigações sobre quem cometeu o assassinato e o porquê do crime estão em andamento. Marielle também era torcedora do Flamengo.

Recentemente, o Flamengo publicou uma nota oficial em que advoga pela neutralidade política, uma vez que tem torcedores em todos os espectros. A nota foi motivada pela homenagem que um grupo de sócios e torcedores fizeram a Stuart Angel, ex-remador do clube que foi morto pela ditadura. Erroneamente, um colunista do jornal O Globo atribuíra a homenagem à instituição rubro-negra.

MAIS SOBRE:

futebolFlamengoRodrigo AmorimMarielle Franco
Comentários