Forlán critica Daniel Alves e chama Neymar de criança por discussão com Cavani

Ídolo uruguaio acredita que seu compatriota foi injustiçado em episódio no PSG

Relacionadas

O atacante Diego Forlán saiu em defesa do compatriota e ex-companheiro de seleção uruguaia Edinson Cavani na polêmica envolvendo as cobranças de faltas e pênaltis no Paris Saint-Germain e não poupou críticas a Neymar em entrevista à emissora de rádio "Sport", de Montevidéu.

"Cavani merece respeito. Há anos que marca gols e bate os pênaltis. Neymar não teria feito isso com Messi, e é o que dá raiva. Ele agiu como criança", afirmou o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010.

Além disso, Forlán reprovou a atitude de Daniel Alves de se negar a dar a bola para Cavani cobrar uma falta e entregá-la para Neymar, dizendo que "não foi certa". "Era um problema entre Neymar e Cavani, são coisas que acontecem em todas as equipes. A atitude de Alves, de tirar a bola de Cavani para entregá-la a Neymar, não tem qualquer sentido".

"Tomara que Edi (Cavani) tenha apoio em alguns companheiros, embora haja muitos brasileiros e, neste caso, vão apoiar Neymar, e não ele. Sinceramente, me parece uma injustiça total. Neymar é Neymar, mas Cavani é Cavani", declarou.

Para o ex-jogador de Independiente, Villarreal, Atlético de Madrid e Internacional, entre outras equipes, a situação envolve dois "pesos pesados" do futebol mundial, e por isso o técnico do PSG, Unai Emery, deve intervir para "acalmar os ânimos". "O treinador deve ter uma voz de peso, para isso também está lá. Estamos falando de dois pesos pesados do futebol mundial, e neste caso depende do técnico decidir quem vai bater os pênaltis", ressaltou.

Forlán destacou que "egos estão em todas as equipes" e que os jogadores não podem "ficar brigando a cada cobrança". "Deve haver um respeito a Cavani, que é o artilheiro do PSG ", concluiu.

MAIS SOBRE:

FutebolParis Saint-GermainNeymarMessiDaniel AlvesEdinson Cavanifutebol
Comentários