Fortaleza faz campanha de conscientização sobre violência contra a mulher

Clube usou dados oficiais para comparar o número de agressões com o tempo de uma partida de futebol

Relacionadas

O Fortaleza decidiu fazer uma campanha de conscientização no dia 7 de agosto, que marca 13 anos desde que a Lei Maria da Penha foi sancionada. O tricolor cearense usou dados oficiais para fazer uma comparação com os 90 minutos de duração de uma partida de futebol.

"A cada 1 hora e meia cerca de 804 mulheres são agredidas no Brasil. Um dado alarmante, que poderia ser ainda maior se há 13 anos não fosse promulgada a Lei Maria da Penha. Não se omita e ligue 180 para denunciar", recomendou ao clube a quem é vítima ou presencia uma agressão.

A imagem utilizada pelo clube também entra no espírito da campanha: enquanto uma partida de futebol passa na televisão e há salgadinhos e bebidas, um reflexo permite ver uma mulher sendo agredida.

O Fortaleza já fez outra campanha importante este ano, sobre o suicídio: logo após ser campeão da Copa do Nordeste, os muros do clube apareceram pichados com protestos. A intenção era mostrar que, mesmo quando tudo parecia bem, na verdade poderia não estar.

MAIS SOBRE:

futebolFortaleza Esporte Clubeviolência contra a mulher
Comentários