Fox Sports se pronuncia após repórter sofrer assédio ao vivo

Emissora afirma que está dando suporte para a profissional e 'medidas legais estão sendo tomadas'

Relacionadas

A emissora Fox Sports se pronunciou nesta sexta-feira sobre o caso da repórter Karine Alves. A jornalista foi mais uma vítima de assédio de um torcedor enquanto realizava uma entrada ao vivo antes do clássico entre Flamengo e Fluminense, nesta quinta-feira, no Maracanã.

Segundo a emissora, Karine "foi lamentavelmente mais uma vítima do crime de importunação sexual entre profissionais mulheres que trabalham com futebol". Ela foi surpreendida por um flamenguista que tentou beijá-la, chegou a se esquivar e conseguiu evitar o contato. Confira as imagens:

Ainda de acordo com a Fox Sports, "medidas legais estão sendo tomadas" para solucionar o caso. "O Fox Sports repudia veementemente tal desrespeito sofrido por Karine e lamenta que a repórter tenha passado pelo constrangimento enquanto exercia sua missão, que é de levar informação ao público. A emissora está dando todo o suporte para a profissional e esclarece que as medidas legais cabíveis estão sendo tomadas", diz parte da nota.

A nota também reforça a campanha "Deixa ela trabalhar", manifesto lançado em março do ano passado com o objetivo de lutar contra o assédio moral e sexual sofrido pelas profissionais que trabalham com esporte nos estádios, nas ruas e nas redações.

Vale lembrar que a Fox Sports chegou a publicar o vídeo do assédio em sua conta oficial no Twitter nesta quinta-feira, mas apagou o post cerca de dez minutos depois.

 

MAIS SOBRE:

futebolFox SportsFlamengoFluminense
Comentários