Futebol ou natação? Seleção dos EUA treina com água nas canelas; veja

Jogadores entraram em campo carregados nas costas de membros da equipe

Relacionadas

A seleção americana de futebol treinou nesta segunda-feira, 9, em um estádio alagado com água na altura das canelas em Couva, cidade das ilhas de Trinidad e Tobago. Nos últimos dois dias Trinidad sofreu chuvas intensas, o que acabou alagando o estádio Ato Boldon. A previsão para esta terça-feira, quando acontece o jogo, é de chuva.

O jogo originalmente deveria acontecer no estádio Hasely Crawford, na capital do país, Port of Spain. O local foi mudado há um mês após serem constatados problemas com a iluminação do estádio. De acordo com a associação de futebol de Trinidad e Tobago, a mudança do estádio também cortaria muitos custos.

 Surpresos com o alagamento do campo, alguns jogadores saltitaram sobre a água para chegarem ao meio do campo. Outros foram carregados nas costas de membros da equipe de apoio. “Se chover, não há nenhuma chance (de jogarmos)”, teria dito um membro da equipe. Somente uma bomba retirava a água do estádio no dia de hoje.

Apesar da preocupação da seleção americana com o estado do campo, a assessoria de imprensa da Federação de Futebol de Trinidad e Tobago (TTFA na sigla em inglês) disse que "continua trabalhando com a administração do estádio para que o jogo siga conforme o planejado e todos temos certeza de que o jogo acontecerá”. No twitter, o treinador americano Bruce Arena disse que “as condições do campo definitivamente mudam como o jogo será... vai ser um pouco mais lento, vai ser um pouco lamacento, mas temos que nos adaptar.”

 Para se classificarem à Copa do Mundo, a seleção americana precisa de uma vitória amanhã contra Trinidad e Tobago, ou então contar com um empate entre Panamá e Honduras, esperando que o saldo de gols seja maior do que o da partida entre o México e a Costa Rica.

MAIS SOBRE:

FutebolCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]Estados Unidos [América do Norte]Trinidad e Tobago [América Central]
Comentários