Gandula comenta reação de Mourinho: 'Momento que nunca vou esquecer'

Callum Hynes 'ajudou' o Tottenham na vitória sobre o Olympiacos

Relacionadas

A vitória do Tottenham de virada sobre o Olympiacos por 4 a 2, nesta terça-feira, teve como um dos personagens principais um gandula. Identificado como Callum Hynes, ele  "ajudou" o time no momento em que o jogo estava empatado por 2 a 2 e recebeu o agradecimento de José Mourinho.

Em entrevista ao site oficial do Tottenham, Hynes conta que foi um "momento que nunca vai esquecer". Na jogada que deu origem ao primeiro gol de Harry Kane, o gandula repôs rapidamente a bola para a cobrança do lateral, que chegou até Lucas. O jogador brasileiro saiu livre e cruzou para o companheiro balanças as redes. Após o tento, Mourinho apontou para gandula e o cumprimentou pela ação.

"Foi um pouco surreal. Eu só estava fazendo meu trabalho e ainda não consigo acreditar no que aconteceu. Eu nem vi o gol. Estava ocupado, pegando a bola que tinha saído, e aí ouvi a comemoração. Virei para trás, e o Harry (Kane) estava comemorando", conta Callum.

"Foi muito legal da parte dele vir até mim. Aquilo fez o meu dia. Minha vida, na verdade! Eu amo os Spurs, e foi um momento fantástico que nunca vou esquecer", ressalta o gandula.

Após o agradecimento em campo, Mourinho também comentou sobre a ação do gandula. "Para fazer aquilo você precisa ser um gandula muito bom. Quando eu tinha entre 10 e 15, 16 anos, eu era um gandula muito bom. Ele entende o jogo, lê a partida. Ele não está lá só para olhar para as arquibancadas, as luzes ou os cachecóis. Ele está lá lendo o jogo e o jogando também. No fim, eu queria que ele viesse até o vestiário celebrar com os jogadores, mas ele já tinha ido embora”, disse o treinador.

O resultado positivo classificou os ingleses com antecipação às oitavas de final. Com 10 pontos, o Tottenham se garantiu na segunda colocação do Grupo B e não pode mais ser alcançado por Estrela Vermelha, em terceiro com três, e o próprio rival da Grécia, lanterna com um. 

MAIS SOBRE:

futebolTottenham Hotspur Football ClubLiga dos CampeõesJosé MourinhoCallum Hynes
Comentários