Glenda e Ricardinho comentam nova fratura e saem em defesa de Neymar

Repórter e comentarista analisam a jogada que acabou machucando o brasileiro

Relacionadas

Na última edição do programa Bem, Amigos, do SporTV, o apresentador Luís Roberto analisava a capa do jornal francês L'Equipe sobre a nova fratura de Neymar no quinto metatarso do pé direito quando resolveu dar sua opinião sobre o lance que acabou machucando o craque do Paris Saint-Germain.

"O lance retrata um Neymar que não quer mais saber de cair e traz talvez o único pecado que pode fazer ele evitar contusões: prender demais um pouquinho a bola", analisa o narrador. Depois, o ex-jogador Ricardinho também comentou a jogada contra o Strasbourg que reativou a lesão do brasileiro.

"Eu acho que nesse momento ele teve esse problema porque não caiu, ele tenta se reequilibrar duas vezes, ele tenta dar continuidade na jogada mas o cara dá nele duas, três vezes, até que uma acabou machucando ele", descreve o comentarista.

O periódico francês classifica o ocorrido com Neymar como "Maldição". "O ano não é de Copa do Mundo e desta vez o Paris está com a gestão do caso. Mesmo assim, ele tem dores e não há muito o que fazer. Deve operar", diz um trecho do texto. 

A reportagem conta ainda com um gráfico que contabiliza 26 jogos que Neymar perdeu por lesões em duas temporadas atuando pelo PSG. Outra jornalista que também se manifestou sobre o camisa 10 da seleção brasileira foi Glenda Kozlowski, que escreveu um texto para comentar a lesão via Instagram.

"Se o Neymar cai, é cai cai. Se não parte pra cima, é amarelão. Se dribla, é metido. A característica dele é o drible! E o drible faz parte do futebol, e aqui entre nós, o bom driblador está cada vez mais escasso. Poucos são os jogadores com talento para o drible. E o jogador que leva drible e parte pra cima de forma mais dura, tá certo?", questiona.

"Não estou defendendo o Neymar. Estou sendo realista. Apenas fazendo uma observação para reflexão. E se você passasse por esse tipo de avaliação 24h na sua vida profissional e pessoal? Claro que a exposição excessiva abre a guarda e coloca qualquer um na berlinda para todo tipo de comentário. Mas falta bom senso não só com o Neymar, mas com diversas pessoas e situações", conclui. 

 

MAIS SOBRE:

futebolParis Saint-GermainNeymarSportvRicardinhoGlenda Kozlowski
Comentários