Gol anulado gera nova polêmica de interferência em jogo do Corinthians

No lance do gol de Róger Guedes, o replay mostrou um toque na mão do Ricardo Oliveira

Relacionadas

Róger Guedes marcou o primeiro gol da partida contra o Corinthians. O jogador do Atlético-MG chegou a comemorar a abertura do placar, mas depois de um tempinho o árbitro conversou com o auxiliar e anulou. Motivo: o toque na mão do Ricardo Oliveira. Já no final do segundo tempo, aos 41, ele marcou de novo e dessa vez valeu: 1 a 0 para o Galo. 

Após passar por cirurgia, Ralf afirma: 'voltarei mais forte do que nunca'

Impressionante! Brasileiro bate recorde ao surfar maior onda de todos os tempos

A pedido do PSG, Neymar deve deixar mansão de R$ 28 milhões na semana que vem

Assista ao lance abaixo:

O lance polêmico: depois de um escanteio batido pela direita, a bola é desviada no primeiro pau e sobra para Ricardo Oliveira, que finaliza na trave. Róger Guedes pegou o rebote e estufou a rede do Corinthians.

Depois do término do primeiro tempo a arbitragem saiu escoltada pela Polícia Militar. "Não consigo ver se pegou na mão do Ricardo. O árbitro viu, acabou voltando. Paciência. Aqui no Brasil nem precisa de árbitro de vídeo. Economiza no árbitro de vídeo, tem tanta gente que fala...", alfinetou o lateral Fábio Santos em entrevista ao Premiere na saída de campo.

No entanto, com a polêmica de interferência externa rondando o clube alvinegro depois da final do Campeonato Paulista, os internautas não demoraram muito para criar teorias da conspiração. Uns falam que o gol foi anulado depois que um repórter teria avisado que foi mão, outros defendem que foi o próprio assistente que avisou o juiz. É o caso do próprio zagueiro Henrique: "O árbitro da linha de fundo viu. A gente viu também que ele tocou com a mão. O árbitro acertou", afirmou. 

MAIS SOBRE:

FutebolCorinthiansAtlético MineiroRicardo Oliveiraarbitragem esportiva
Comentários