Goleiro de time que levou 8 a 0 é quem mais fez defesas na Copa Libertadores

Raúl Fernández, do Binacional, do Peru, é o líder na estatística, apesar de ter sofrido vários gols

Relacionadas

O goleiro Raúl Fernández tem muito a se orgulhar por alguns feitos na Copa Libertadores. O titular do Deportivo Binacional, do Peru, é o jogador da posição que mais fez defesas nas duas primeiras rodadas da competição, antes de ela ser interrompida devido ao novo coronavírus. Segundo as contas da organização do torneio, ele realizou 14 intervenções em dois compromissos. O curioso é que a equipe dele acabou de ser massacrada pelo River Plate por 8 a 0. Poderia ter sido 10 a 0, uma vez que o time argentino desperdiçou dois pênaltis. 

Fernández atuou na vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo, dentro de casa, e teve atuação honrosa contra o River Plate, ao defender um pênalti no primeiro tempo. Apesar da goleada sofrida pelo Deportivo Binacional, o goleiro tem a seu favor que não estava mais em campo quando a equipe sofreu os dois últimos gols. Quando o placar estava 6 a 0, ele sentiu lesão no pulso direito e o meia Leudo foi improvisado.

O goleiro peruano teve nas duas primeiras rodadas duas defesas computadas a mais do que o segundo colocado, o compatriota Butrón, do Alianza Lima, que teve 12 intervenções. Fernández chegou ao clube neste início de ano como uma das principais contratações para o Binacional disputar pela primeira vez uma Libertadores.

MAIS SOBRE:

futebolLibertadores [Copa Libertadores da América]
Comentários