Grêmio pede a organizadas que parem de usar palavra 'macaco' em músicas

Recentemente, clube foi multado por injúria racial de torcedora a atacante do Fluminense

Relacionadas

Após ser punido por injúria racial cometida por uma torcedora contra o atacante Yoni González, do Fluminense, o Grêmio busca tomar atitudes para evitar casos parecidos. Por isso, o time gaúcho se reuniu com líderes de torcidas organizadas e pediu para que elas tirassem o termo 'macaco' presente em algumas músicas.

O próprio Grêmio tornou o encontro e a orientação para que a mudança de comportamento ocorra de forma silenciosa públicos. As organizadas se comprometeram a cumprir com a recomendação, e pode haver punição ao clube se o termo for usado novamente.

A palavra 'macaco' é usado em músicas de gremistas para se referir de forma pejorativa a torcedores do Internacional e aparece principalmente em canções da Geral do Grêmio, principal organizada 'barra brava' do clube tricolor.

Recentemente, o Grêmio foi multado em R$ 30 mil pela injúria contra Yoni González. No jogo entre o time gaúcho e o Fluminense, o atacante colombiano foi xingado de macaco por uma torcedora após marcar o gol decisivo do confronto, vencido pela equipe carioca por 5 a 4. A ofensa foi captada em um vídeo da FluTV.

A punição foi aplicada pela 5ª comissão disciplinar do STJD, e o Grêmio recorreu ao pleno. Hoje, o clube tricolor enfrenta o Atlético-MG em sua arena, no primeiro jogo após a multa do tribunal.

MAIS SOBRE:

futebolGrêmioracismo
Comentários