Guaraná assume culpa e convoca marcas para apoiar futebol feminino

Empresa é patrocinadora das seleções brasileiras masculina e feminina

Relacionadas

A Copa do Mundo feminina está se aproximando. Diferente do que é comum no Mundial masculino, poucas jogadoras da seleção brasileira estão sendo contratadas para fazer propagandas. Pensando nisso, o Guaraná Antarctica lançou uma campanha diferente, que assume inclusive a culpa deles nisso tudo.

Patrocinadora das seleções brasileiras masculina e feminina de futebol há 18 anos, a marca admite sua responsabilidade em ter usado pouco as figuras femininas das atletas em suas campanhas. Pensando nisso, o Guaraná criou um modo de incentivar outras empresas a abrir as portas para as jogadoras.

Para isso, foram convocadas três grandes nomes da seleção: a atacante Cristiane, a meia Andressinha e a lateral-direita Fabi Simões. As jogadoras participaram de um ensaio fotográfico simulando a propagandas de diversos segmentos, como beleza, produtos esportivos, cartão de crédito e outros. 

A ideia é que essas imagens sejam negociadas com as marcas interessadas e que o valor arrecadado com a venda seja dividido entre as jogadoras e um outro projeto do Guaraná direcionado ao futebol feminino. Para participar, as empresas devem escolher as imagens no Instagram e entrar em contato pelas redes sociais.

A competição acontece na França, de 7 de junho a 7 de julho. A seleção vai estrear contra a Jamaica, no dia 9 de junho, em Grenoble. Em seguida, a equipe nacional terá pela frente a Austrália, no dia 13, em Montpellier, e medirá forças com a Itália no dia 18, em Valenciennes, no encerramento desta chave.

 

MAIS SOBRE:

futebol femininoCristianefutebol
Comentários