Há 2 anos, Corinthians briga para não indenizar idosa que se machucou no clube

Idosa de 73 anos caiu em banheiro do Parque São Jorge e ganhou indenização, mas clube luta na Justiça para não pagar

Relacionadas

Há quase dois anos, o Corinthians briga na Justiça para não ter que desembolsar uma indenização de R$ 20 mil a uma senhora de 73 anos que caiu em um dos banheiros do clube e se machucou. As informações foram publicadas pela ESPN Brasil.

De acordo com o portal, a idosa Aparecida Antico, então com 70 anos, fraturou o colo do úmero e deslocou o ombro numa queda, quando participava de um evento no Parque São Jorge. Ela ambém alega que o Corinthians se negou a atendê-la, obrigando-a a arcar com todos os custos médicos e hospitalares.

Na Justiça, o Corinthians tentou alegar que a culpa foi da idosa, mas em 2015 uma juíza deu o ganho de causa a Aparecida. Ela receberia R$ 15 mil mais juros de mora de 1% ao mês, mas o Corinthians derrubou a decisão.

A vítima do acidente recorreu e o clube perdeu novamente o processo - e em abril de 2016 a indenização aumentou para R$ 20 mil.

Após a audiência, no entanto, segundo a ESPN, o Corinthians ingressou com embargos - pela segunda vez na ação -, que também foram indeferidos pela Justiça. Então, o clube tentou entrar com mais um pedido de apelação. Este também foi negado. Depois, o Corinthians entrou com recurso especial - e perdeu de novo.

O processo está parado e a Justiça aguarda, agora, que o clube pague o valor devido na sentença. Em abril deste ano, saiu no Diário Oficial que foi levantado o valor de R$ 36.988 das contas do Corinthians, por causa da ação.

Como o clube ainda não pagou, a idosa segue sem a indenização.

MAIS SOBRE:

futebolfutebolCorinthians
Comentários