Há dez anos, pela primeira vez era feita eterna questão: Taison ou Messi?

Wianey Carlet, comentarista da RBS falecido em 2017, foi o responsável por levantar o debate

Relacionadas

Em 28 de maio de 2009, duas atuações de jovens jogadores de futebol empolgaram o comentarisa Wianey Carlet, da RBS (televisão afialiada à Globo no Rio Grande do Sul) e da rádio Gaúcha: a de Messi pelo Barcelona contra o Manchester United na final da Liga dos Campeões, e a de Taison pelo Internacional em jogo contra o Coritiba pelo Campeonato Brasileiro. Carlet, então, postou em seu blog uma questão que se tornaria famosa na internet.

"Taison jogará em um grande clube europeu, não deverá ser outro o seu destino. E quando estiver diante dos olhos do Velho Continente, será inevitável a sua consagração. Fazer previsões desta natureza é sempre temerário. Mas, neste caso, nem chega a ser um ato de coragem. Hoje, Messi desponta como candidato fortíssimo a melhor jogador de futebol do mundo. Dentro de algum tempo, provavelmente, Taison desfrutará desta posição. E, dentro de uns 10 anos, será possível questionar: quem foi melhor, Messi ou Taison? Não custa esperar para ver", escreveu Carlet no texto.

Dez anos depois, é possível dizer com bastante segurança que Messi será maior que Taison na história do futebol. O argentino tem 602 gols e títulos como a Liga dos Campeões pelo Barcelona, além de ter sido eleito o melhor do mundo cinco vezes, enquanto o brasileiro anotou 96 gols em 458 jogos por Inter, Metalist e Shakhtar Donetsk. No entanto, Messi nunca ganhou Libertadores nem Sul-Americana como Taison.

Pelas seleções, no entanto, a coisa é mais igual, já que nem Messi nem Taison tem títulos com as camisas de Argentina e Brasil. Ambos estiveram na Copa do Mundo da Rússia em 2018, quando a equipe de Messi parou nas oitavas e a de Taison, nas quartas. No único confronto em que ambos estiveram em campo, a seleção argentina bateu a brasileira por 1 a 0 em amistoso disputado na Austrália em 9 de setembro de 2017.

Carlet morreu naquele mesmo mês, vinte dias após o amistoso. Ele não postou mais sobre a questão que levantou, portanto, não sabemos quem considerava melhor naquele momento do futebol.

MAIS SOBRE:

futebolMessiTaison
Comentários