Herói da classificação argelina oferece gol a político que torceu contra

Riyad Mahrez respondeu post de Julien Odoul, presidente da Assembléia Nacional da França

Relacionadas

Neste domingo foram decididas as duas seleções que disputarão o título do Campeonato Africano das Nações. O Senegal superou a Tunísia e a Argélia venceu a Nigéria em uma partida marcada por uma situação política. Riyad Mahrez, protagonista da polêmica, fez o gol da vitória argelina no último lance do tempo regulamentar.

Julien Odoul, presidente da Assembléia Nacional da França, postou no final da semana passada uma imagem da seleção nigeriana reforçando sua torcida contra a Argélia. Nas redes sociais, explicou o motivo: "Para evitar mais violência e saques, mas evitar a maré de bandeiras argelinas, para preservar o nosso feriado nacional, confie nos 11 jogadores nigerianos".

Odoul se refere aos tumultos causados após a vitória da Argélia sobre a Costa do Marfim nas quartas de final do torneio. A Argélia, no entanto, venceu o jogo com gol de falta de Mahrez e se classificou para enfrentar Senegal na grande decisão que acontece às 16 horas (de Brasília) da próxima sexta-feira.

Mahrez, jogador do Manchester City, resolveu provocar o político no Twitter e compartilhou a sua publicação que escancarava a torcida para os rivais. "Essa falta foi para você. Estamos juntos", escreveu, colocando carinhas rindo e as bandeiras de Argélia e França lado a lado.

MAIS SOBRE:

futebolNigéria [África]Argélia [África]Manchester City Football ClubCopa Africana de Nações
Comentários