Homem mais rico da África diz que quer comprar Arsenal para demitir técnico

Nigeriano disse em entrevista que quer fazer proposta ao dono do time inglês

Relacionadas

O homem mais rico da África, o bilionário nigeriano Aliko Dangote, afirmou em entrevista ao canal de TV Bloomberg que vai fazer uma proposta para adquirir o Arsenal do norte-americano Stan Kroenke, atualmente o maior acionista da equipe.

O objetivo de Dangote: demitir Arsène Wenger, técnico francês que recentemente renovou com a equipe até o fim de 2019 e que comanda o Arsenal desde 1996.

"A primeira coisa que eu mudaria é o técnico", afirmou Dangote. "Ele tem feito um bom trabalho, mas alguma outra pessoa deveria também tentar essa sorte", disse o bilionário.

Wenger, hoje o técnico mais tempo à frente de um clube europeu, sofreu uma série de críticas no comando da equipe, especialmente após a derrota por 5 a 1 diante do Bayern de Munique pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. 

Dangote mostra-se confiante de que conseguirá convencer Kroenke, dono de 67% do clube, a vender sua participação. "Se fizer a oferta certa, estou certo de que ele aceita", diz o nigeriano.

Dangote detém uma fortuna avaliada em cerca de 12 bilhões de dólares, que vem de investimentos e negócios em setores como o do cimento, infra-estruturas, agricultura e refinaria, em 10 países africanos.

MAIS SOBRE:

futebolArsenalfutebol
Comentários