Íbis escocês, Fort William FC volta a vencer depois de mais de dois anos

Diferentemente da equipe brasileira, time do norte da Escócia não gosta do rótulo de ser a pior da sua localidade

Relacionadas

No futebol, assim como em todos os esportes, a vitória é objetivo de todos os que competem. Mas há a necessidade de ser mais do que isso, principalmente para equipes como o Fort William (e o pernambucano Íbis), que ficam muito tempo sem ganhar. Muito tempo mesmo. No último dia 31 de julho, a equipe semiamadora da Escócia conseguiu sua primeira vitória desde 2017, depois de período de 840 dias sem um triunfo sequer.

Eles venceram o Nairn County por 5 a 2 pela Copa do Norte da Escócia e avançaram para a fase seguinte. A vitória anterior havia acontecido em 12 de abril de 2017, pela quinta divisão escocesa (a última do país), contra o Strathspey Thistle. Nesse meio tempo, passaram duas temporadas inteiras sem vencer e conseguiram um recorde negativo: fizeram -7 pontos na liga, após perderem nove pontos por uma escalação irregular e conseguirem apenas dois empates durante todo o torneio.

O presidente do clube, Peter Murphy, resume as dificuldades. "Nosso grande objetivo antes de cada partida era juntar onze jogadores para ter a escalação completa antes de começar. Era nossa vitória particular", conta. O Fort William vive constantemente em problemas financeiros e paga 20 libras (R$ 96,20) aos jogadores por cada partida. Mas, ironicamente, as derrotas foram a salvação da equipe.

Scott Hunter, jogador do Fort Williams, abriu uma vaquinha online para arrecadar dinheiro para continuar as atividades. E a fama de 'pior time da Grã-Bretanha' contribuiu, fazendo com que eles recebessem dinheiro de gente de todos os cantos do mundo. Assim, o time arrecadou 297% da meta inicial.

Apesar disso, diferentemente do Íbis, o clube rejeita a fama que tem. "Estávamos louco para tirar essa etiqueta de 'pior time da Grã-Bretanha'. Temos contra nós a geografia, as finanças, nossas instalações, nosso clima e incluso nossa reputação. Tínhamos que revertê-la, afirmou Hunter, cujo estádio está localizado no pé da montanha mais alta do Reino Unido e tem capacidade para 1800 lugares.

O Fort William chegou a ser tema de um documentário da BBC e, se não é o mais famoso e está longe de ser o clube mais vencedor, ao menos garantiu um lugar no coração de muita gente do país.

MAIS SOBRE:

futebolIbis Sport ClubeFort William Football Club
Comentários