Ídolo do futebol egípcio, Aboutrika é listado como terrorista pelo governo local

Ex-jogador do Al Ahly e da seleção, ex-meia-atacante teria ligações com grupo considerado terrorista

Relacionadas

Ídolo da seleção egípcia e do Al Ahly, o ex-jogador Mohamed Aboutrika foi relacionado em uma lista de possíveis terroristas por um tribunal do Cairo. A informação foi divulgada pelo advogado do jogador, Mohamed Osman, em contato com a agência de notícias Reuters. O ex-jogador nega sua relação com a entidade e seu advogado afirmou que irá apelar da decisão.

De acordo com o governo egípcio, Aboutrika teria relações com a Irmandade Muçulmana. O organização foi declarada como terrorista em 2013, tendo milhares de seguidores presos após o governo militar destituir do poder o presidente Mohamed Mursi, no mesmo ano. Por uma lei de 2015, as autoridades podem listar pessoas e organizações possivelmente terroristas e estipular penas que variam entre cinco anos de prisão à pena de morte. 

Atualmente, Aboutrika está no Gabão trabalhando como comentarista durante a Copa Africana de Nações. O ex-meia-atacante atuou por 10 anos no Al Ahly, onde foi campeão cinco vezes da Liga dos Campeões da África (2005, 06, 08, 12 e 13), quatro da Supercopa Africana (2006, 07, 09 e 13), sete da Liga Egípcia (2004/05, 05/06, 06/07, 07/08, 08/09, 09/10 e 10/11), duas vezes da Copa Egípcia (2006 e 07) e seis vezes da Supercopa do Egito (2005, 06, 07, 08, 10 e 11). Com a seleção nacional, foi duas vezes campeão da Copa Africana de Nações (2006, no Egito, e 2008, em Gana). Além disso, foi eleito três vezes como o melhor jogador africano atuando no continente (2008, 12 e 13). 

MAIS SOBRE:

futebolmohamed aboutrikaal ahlyEgito
Comentários