Iniesta sobre depressão vivida em Barcelona: 'você vai esvaziando por dentro'

Craque revelou alguns detalhes de seu quadro depressivo que durou cerca de um ano

Relacionadas

A depressão é uma das doenças mais comuns da atualidade e pode acontecer com qualquer pessoa, independente da classe social. Prova disso é Andrés Iniesta, que apesar de toda a fama revela ter passado por um quadro depressivo que durou cerca de um ano.

Polícia encontra fábrica de figurinhas falsas do álbum da Copa do Mundo

Mais pistola do que nunca: Fifa veta Canarinho na Copa da Rússia

PSG está disposto a pagar R$ 646 milhões por Cristiano Ronaldo, diz jornal

Em entrevista ao programa de televisão El Hormiguero, o ex-capitão do Barcelona falou de momentos difíceis que viveu entre 2009 e 2010. O atleta conta que precisou, inclusive, abandonar treinamentos no meio da atividade porque não suportava aquilo. 

"Eu ia treinar e às vezes no meio do treino eu precisava sair porque estava muito mal. Ou estava em casa e estava super tenso porque sentia que algo podia acontecer. Ou ainda ia com minha mulher ao cinema e precisava sair antes do filme começar", conta.

No período em que esteve doente, Iniesta perdeu seu amigo pessoal e jogador do Espanyol Dani Jarque, que morreu em campo durante a pré-temporada de sua equipe. Além disso, na mesma época, o jogador teve uma lesão na coxa e precisou ficar afastado por alguns meses.  

“Você vai sentindo que não é você mesmo, que não desfruta das coisas. Que as pessoas que te cercam são apenas pessoas. Não tem sentimentos e nem mesmo paixão. Você vai esvaziando por dentro e tem um momento de que se dá conta de que não suporta mais", admite.

Naquela temporada o craque conquistou com o elenco do Barcelona a Liga dos Campeões sob o comando de Pep Guardiola. Logo em seguida, no mesmo ano, o Mundial de Clubes consagrou um ano mágico ao time catalão. Mesmo assim, o espanhol só foi se recuperar da doença apenas antes da Copa do Mundo de 2010.

MAIS SOBRE:

FutebolIniestadepressãofutebol
Comentários