Irmã de Léo Moura admite ter aplicado golpe de R$ 130 mil em Renato Augusto

À polícia, Lívia Moura confirmou furto de folhas de cheque e falsificação da assinatura do jogador

Relacionadas

A irmã de Léo Moura, Lívia da Silva Moura, confessou em depoimento à polícia que aplicou um golpe de R$ 130,950 em Renato Augusto. O crime aconteceu nos preparativos para a festa de um ano de casamento do meia da seleção brasileira e sua mulher, Fernanda Klarner, no final de 2016. De acordo com o UOL Esporte, Lívia Moura também admitiu ter furtado duas folhas de cheque e falsificado a assinatura de Renato Augusto.

O golpe foi aplicado através dos cachês de alguns cantores que se apresentariam na festa. Além de pedir a Renato Augusto quantias diferentes das combinadas com os artistas, estes últimos nem sequer recebiam. A Thiaguinho, por exemplo, Lívia furtou uma folha de cheque, preencheu com R$ 100 mil e depositou falsificando a assinatura de Renato. A quantia foi devolvida pelo banco devido à divergência de registro. Sendo assim, o cantor foi ressarcido pelo jogador apenas depois da apresentação. Já Péricles, nem foi ao palco pela falta da pagamento. 

Ainda de acordo com a matéria do UOL, a família do atleta, que inicialmente calculava prejuízo de R$ 200 mil, acredita que este valor já esteja em R$ 250 mil. Em sua conta sobre o golpe, Lívia não levou em conta os cheques furtados e com assinaturas falsificadas, que somaram R$ 110 mil. Também será investigado o papel da empresa de Lívia, a DIVERSHOW, no golpe, já que foi através da instituição que ela recebeu dinheiro de Renato Augusto. Lívia poderá ser indiciada pelos crimes de estelionato e furto qualificado. 

MAIS SOBRE:

futebolRenato Augusto
Comentários