Jogador búlgaro atua contaminado e transmite coronavírus para 19 pessoas

Falha no exame comandado por laboratório faz partida da liga local virar um vetor da pandemia

Relacionadas

O zagueiro búlgaro Martin Kavdanski, do Tsarsko Selo, entrou em campo no último dia 2 de julho contaminado pelo novo coronavírus e acabou por transmitir a doença para 16 adversários e três companheiros do time. Por causa de um erro cometido pelo laboratório responsável pelo exame, o jogador foi escalado na partida contra o Cherlo More e disseminou a doença.

O Cherlo More publicou em nota oficial que detectou vários casos da doença no elenco. "Depois que soubemos pela mídia que o jogador Kavdanski jogou contra nós como positivo para covid-19, fizemos dois testes de PCR em cada um de nossos jogadores e membros do governo. Infelizmente, 16 testes foram positivos. Todos os jogadores com resultados positivos já estão em quarentena e tomamos todas as medidas de precaução", escreveu o clube.

O próprio Tsarsko Selo revelou que após a contaminação coletiva, refez vários testes no elenco. A ordem para novos exames veio do Ministro do Esportes da Bulgária. Apesar do surto, a organização do campeonato não adiou os próximos jogos do torneio, mesmo do próprio Tsarsko Selo. No futebol local os estádios estão abertos e receber até 30% da lotação nas arquibancadas.

 

MAIS SOBRE:

futebolcoronavírusBulgária [Europa]
Comentários