Jogador da NBA é fechado em carro no Sol em ação que alerta risco aos cachorros

Em 20 minutos, veículo em que Lonnie Walker está passa de 26ºC a 43ºC

Relacionadas

Conhecem Lonnie Walker? Assim que entrou na NBA e assinou um contrato com a Adidas, o ala do San Antonio Spurs chamou a atenção por doar 300 pares de tênis para a liga de basquete de sua cidade natal, Reading, na Pensilvânia, que custaram cerca de 30 mil dólares (R$ 113 mil).

Mais uma vez o jogador de 20 anos voltou a ganhar as manchetes de jornais por uma boa ação. Dessa vez, protagonizou uma campanha que busca alertar sobre os perigos de deixar cachorros presos no carro, ainda que por alguns minutos. Para exemplificar, o atleta foi colocado no lugar de sua cachorra Zola.

Em parceria com a organização animal PETA, Walker foi filmado na situação em que os cachorros costumam ficar: no banco de trás do carro estacionado no Sol, com apenas uma fresta de vidro aberto. Cinco minutos depois o carro que estava a 26ºC já está com uma temperatura de 32ºC. "Está quente para caramba", reclama.

Começando a suar, o jogador começa a se abanar, verificar se as portas estão mesmo todas fechadas e chamar por seu colega que disse que eles "não demorariam" ao saírem do carro. Vinte minutos depois, o carro atinge quase 43ºC e Walker está encharcado de suor. "Estou prestes a desmaiar", diz. 

Outra informação importante é dada: os cachorros não suam, apenas ficam ofegantes, o que aumenta ainda mais o risco de insolação. "Todos os anos, os cães sofrem e morrem quando são deixados em carros estacionados em dias quentes. A insolação pode ocorrer rapidamente, mesmo com as janelas parcialmente abaixadas", alerta o jogador. 

MAIS SOBRE:

basqueteNBA [National Basketball Association]San Antonio SpursPeta [Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais]animalcachorroanimal de estimação
Comentários