Jogadoras de futebol se pintam de homens para pedir igualdade no Paraguai

Meninas do San Lorenzo entraram em campo com barbas e bigodes pintados nos rostos para pedir igualdade

Relacionadas

As jogadoras que defendem as cores do time juvenil do Club Sportivo San Lorenzo, no Paraguai, fizeram um protesto contra o descaso dos dirigentes e em nome da igualidade no futebol com os homens, antes da partida contra o Club Humaitá, no último domingo. As jogadoras entraram em campo com as faces pintadas com barbas e bigodes.

Em sua página no Facebook, as jogadoras escreveram: "diante da falta de apoio de parte do conselho diretivo do nosso clube, a não entrega do aporte que a APF (Associação Paraguaia de Futebol) destina ao futebol feminino, a falta de campo para treinar, pelas promessas não-cumpridas, decidimos nos caracterizar como 'homens', já que eles sim têm a total atenção dos responsáveis do clube".

Elas também publicaram fotos e vídeos do protesto feito ao entrar em campo, com cartazes dizendo "nos vestimos de homem para que nos façam algo", "temos os mesmos direitos" e "exigimos o aporte da APF que nos pertence".

Depois do apito inicial, as meninas sentaram-se no chão por alguns instantes, enquanto as rivais acabaram fazendo o primeiro gol - as adversárias do Humaitá acabaram fazendo 1 a 0 e o vídeo também foi publicado, classificado como "falta de solidariedade e de fair play". O jogo terminou empatado em 2 a 2.

Confira o vídeo:

MAIS SOBRE:

futebolFutebolFutebol Feminino
Comentários