Jogadores do Central-PE entram em campo com fome e pedem água a rival

Drama aconteceu na derrota por 5 a 0 do Central frente ao Náutico. Jogadores haviam comido havia 12 horas

Relacionadas

Um drama vivido pela equipe do Central (da cidade de Caruaru-PE), da primeira divisão do Campeonato Pernambucano, foi relatado pelo zagueiro Sanny Rodrigues, logo após a derrota por 5 a 0 para o Náutico, nesta quarta-feira.

Ele afirmou que a equipe entrou em campo com fome - os jogadores haviam almoçado 12 horas antes de sofrer a goleada, na Arena Pernambuco. No intervalo, tiveram que pedir até água à equipe adversária.

"Tem muitas coisa erradas aí, é difícil falar. Nós almoçamos era meio-dia e depois não teve mais nada. Nem lanche, nem nada. É complicado demais. Conseguimos até onde deu, depois as pernas pesaram. Isso fez a diferença, mas vamos batalhar. Só almoçamos para o jogo", afirmou o jogador.  Um dos companheiros de equipe passou mal antes de entrar em campo, depois de tanto tempo sem se alimentar.

O técnico do Náutico, Milton Cruz, se sensibilizou com a situação e parabenizou a equipe adversária. "Isso que aconteceu hoje é uma coisa que nos deixa tristes. Até no intervalo ali eles (os jogadores do Central) pediram água para nós. É muito triste", disse. "Mesmo assim, jogaram com honra, levaram cinco gols e não apelaram, não deram pontapés. Merecem os parabéns por tudo o que suportaram hoje, que não foi fácil."

Em entrevista a uma emissora de rádio, o gerente do Central, Adrinaldo Barbosa, disse que o zagueiro está "fazendo tempestade em copo d'água" e teria exagerado na declaração. "Me surpreendi, durante toda a competição não tivemos reclamação de ninguém", afirmou. Para ele, a equipe estaria tentando desviar o foco depois de tomar a goleada. Ele também criticou o técnico do Náutico, dizendo que "é coisa normal" os jogadores terem pedido água ao time adversário.

O Central é o último colocado na tabela do Campeonato Pernambucano, em 9 jogos foram apenas 1 vitória e 8 derrotas. O clube tem a pior campanha do hexagonal do título.

MAIS SOBRE:

futebolFutebol
Comentários