Jogadores do PSG ganham bônus para 'cumprimentar' a torcida

Neymar, por exemplo, receberia um 'extra' anual de R$ 1,59 milhão para saudar os fãs e R$ 10,65 milhões por não reclamar dos técnicos

Relacionadas

Jogadores do Paris Saint-Germain aplaudindo a torcida após o apito final. A cena comum durante os jogos, independentemente do resultado, não é apenas uma 'gentileza' dos atletas com o público que o apoia dentro de campo, mas sim parte de um acordo que vale muito dinheiro.

Segundo informações divulgadas pelo programa Envoyé spécial, documentos do Football Leaks mostram que os atletas do milionário clube francês recebem um bônus por bom comportamento. Neymar, por exemplo, receberia um 'extra' anual de 375 mil euros (cerca de R$ 1,59 milhão) por saudar os fãs antes e depois das partidas e 2,5 milhões de euros (R$ 10,65 milhões) por não criticar publicamente o treinador.

Comprado por 222 milhões de euros (R$ 821 milhões na época) junto ao Barcelona, a negociação mais cara da história do futebol, o astro brasileiro também teria a obrigação de atender a todos os pedidos de entrevista do grupo de mídia Al-Jazeera, de propriedade do Catar, que também faz o aporte financeiro do clube parisiense.

Também foi revelado o quando outros jogadores do estrelado elenco ganham por cumprimentar os torcedores. Mbappé, 117 mil euros (R$ 498 mil); Di Maria, Daniel Alves e Edinson Cavani, 70 mil euros (R$ 300 mil); Thiago Silva, 33 mil (cerca de R$ 140,5 mil).

Alguns jogadores do clube já perderam esse 'bônus ético' por confusões fora de campo. Ben Harfa e Aurier criticaram publicamente suas situações de suplentes no plantel e Verratti também deixou de lucrar por dirigir alcoolizado.

MAIS SOBRE:

FutebolParis Saint-GermainKylian MbappéNeymarBarcelona [Futbol Club Barcelona]Daniel AlvesEdinson CavaniThiago Silvafutebol
Comentários