Jogos do Nantes e do Cardiff têm emocionadas homenagens a Emiliano Sala

Atacante argentino está desaparecido desde o último dia 21, quando o avião em que voava da França para o País de Gales sumiu no Canal da Mancha

Relacionadas

O mundo do futebol se emocionou com as homenagens feitas para o atacante Emiliano Sala, que está desaparecido há dez dias. Nesta quarta-feira, as partidas do Nantes e do Cardiff City lembraram o atleta argentino, que estava no avião que sumiu quando viajava da França para o País de Gales no último dia 21.

Sala havia se transferido do Nantes, da primeira divisão do Campeonato Francês, para o Cardiff City, que, apesar de ser uma equipe galesa, integra a Premier League (o Campeonato Inglês). Integrando a equipe francesa desde 2015, ele teria a sua primeira experiência fora do país em que atuou desde o início da carreira profissional.

Ainda dado como desaparecido, ele foi homenageado pelas duas equipes nesta quarta-feira. O Nantes, onde foi ídolo, fez muitas homenagens antes da partida contra o Saint-Étienne, jogo atrasado válido pelo Campeonato Francês, e inclusive teve uma paralisação no cronômetro aos nove minutos para um instante de silêncio e aplausos dos torcedores - nove era o número da camisa que o atleta utilizava no clube.

Além do Nantes, o confronto entre Cardiff City, que receberia o atleta nesta janela de inverno do futebol europeu, com o Arsenal também teve um momento para lembrar de Sala. Antes do apito inicial, os dois times se reuniram em torno do círculo central e prestaram uma homenagem ao jogador.

Sala viajava durante a noite de segunda-feira (no horário local) de Nantes para Cardiff quando o seu avião, pilotado por David Ibbotson, sumiu na região do Canal da Mancha. A polícia britânica havia encerrado as buscas pelo avião na quinta-feira da última semana, o que levou a família do atleta a realizar uma arrecadação para prosseguir com a procura de forma particular.

Nesta quarta-feira, duas poltronas de avião foram encontradas no litoral francês, em uma investigação feita pela Agência de Investigação de Acidentes Aéreos da Grã-Bretanha. Especula-se que sejam do avião em que Sala voava, mas a informação não foi confirmada pela entidade, que deve começar uma nova busca no fundo do mar no próximo fim de semana. A agência informou que, em virtude das condições climáticas, a procura pode levar até três dias.

 

 

MAIS SOBRE:

futebolEmiliano Sala
Comentários