Jornais estrangeiros repercutem a vitória do Brasil: 'Há vida sem Neymar'

Seleção brasileira venceu por 3 a 1 o Peru na final deste domingo

Relacionadas

O Brasil conquistou seu novo título de Copa América neste domingo ao vencer o Peru por 3 a 1 no Maracanã. A seleção comandada por Tite foi notícia nos principais veículos esportivos do mundo, grande parte dando destaque para o fato de ser a primeira vitória em 12 anos de espera. "Brasil volta a ser o rei sul-americano 12 anos depois", dia a chamada do português A Bola.

Outro fato bastante noticiado foi a expulsão de Gabriel Jesus. "Jesus chora muito e dá um empurrão no VAR assim que é expulso da final", é uma das manchetes do britânico The Sun. "O Maracanã comemora a primeira vitória da Copa América desde 2007, com Richarlison selando a vitória após o furioso Gabriel Jesus levar um cartão vermelho", diz o título principal do Daily Mail

"Com um Gabriel Jesus inspirado, fazendo duas lindas jogadas e alvo de uma falta que não deveria ser sancionada", escreve o argentino Clarín. Quanto a parte técnica, a BBC descreve: "O Brasil dominou o jogo e foi vencedor justo, foi mais preciso nos passes e teve mais chances de marcar". "Foi uma equipe consistente e goleadora", elogia a CNN. "Mais forte taticamente, e especialmente tecnicamente", pondera o L'Equipe

O treinador da seleção brasileira também foi bastante citado. O espanhol Marca afirma que o time do treinador não é a melhor "canarinha" da história, tão pouco a mais espetacular, mas elogia que a equipe sabe competir. O Mundo Deportivo concorda, mas contrapõe a "falta de brilho" com a eficácia da equipe que "não sentiu falta do lesionado Neymar".

"Há uma vida sem Neymar. Privado de sua estrela por toda a competição, a seleção brasileira assumiu perfeitamente o status de favorita", analisou o francês L'Equipe

Outro assunto comentado por grande parte dos veículos foi a atuação do VAR. "Ao Tite o que é Tite: sem Neymar e sem muitas coisas, mas são campeões de uma competição que será lembrada pela péssima arbitragem, que também teve sua cota de destaque na final", escreve o Marca antes de fazer duras críticas ao chileno Roberto Tobar. "Entrará para a história pelas decisões arbitrais", pontua.

MAIS SOBRE:

futebolCopa América de FutebolPeru [América do Sul]Gabriel JesusNeymarTiteseleção brasileira masculina de futebol
Comentários