Jornal argentino sobre situação do Independiente: 'passou com escândalo'

Olé comenta também 'o escândalo que é filho da Conmebol'

Relacionadas

Nem mesmo a imprensa argentina deixou de reportar a polêmica classificação do Independiente no duelo desta terça-feira contra o Santos. O título da reportagem resume seu conteúdo: "Passou com escândalo", afirma a publicação feita pelo jornal Olé.

O time brasileiro iniciou a partida com o saldo negativo de três gols, já que recebeu uma punição da Conmebol pela escalação irregular de Carlos Sánchez. "É difícil falar de futebol em um contexto de tanto caos", é a frase que dá início ao texto. 

Depois, a matéria fala sobre a superioridade do clube argentino que "ficou quieto no Pacaembu" apesar do "contexto muito hostil" proporcionado pela torcida por conta da decisão da Conmebol, anunciada poucas horas do início do duelo. 

"Uma série cujos adversários só souberam na manhã antes do segundo jogo o resultado da primeira partida e Carlos Sanchez, o jogador suspenso que jogou o primeiro confronto, estava qualificado para a revanche três horas antes do início do confronto", descreve a publicação. 

Por fim, o texto relata da dificuldade de se descrever a partida quando "doze minutos antes do final, uma bomba foi o motivo de um novo frenesi que mancha o futebol sul-americano em geral e a Conmebol, mais uma vez odiada por suas próprias decisões", afirma o periódico.

 

MAIS SOBRE:

FutebolIndependienteConmebolfutebolSantos Futebol ClubeLibertadores [Copa Libertadores da América]
Comentários