Jornal lista os atletas 'mais perigosos' fora de campo; três são do Brasil

O goleiro Bruno, o zagueiro Breno e o atacante Robinho integram a 'ingrata seleção'

Relacionadas

Listas sobre os jogadores com maior salário, mais número de gols ou mais partidas por equipe são comuns. Mas nesta semana o jornal espanhol Marca fez algo diferente: lançou uma "seleção" com os jogadores mais procurados por terem problemas com a justiça. E mais: o Brasil é o campeão da lista, com três nomes. 

Nike divulga fotos da camisa da seleção para a Copa do Mundo de 2018

Federação da Costa do Marfim anuncia desconhecer o paradeiro de Yaya Touré

Felipe Andreoli deixa vazar reforço da Globo para a Copa do Mundo

No gol, o escolhido foi o goleiro Bruno, ex-Flamengo e Atlético-MG, condenado a 20 anos e 9 meses de prisão por ter assassinado Eliza Samudio em 2010. Na defesa, um dos escolhidos é o zagueiro Breno, ex-São Paulo e Bayern de Munique, condenado a 3 anos e 9 meses de prisão na Alemanha. Ele foi culpado por um incêndio que destruiu sua casa em setembro de 2011. 

O outro brasileiro na ingrata lista é Robinho, que jogou pela seleção, pelo Santos e pelo Atlético-MG. O atacante foi condenado a nove anos de prisão por suposto crime de violência sexual em Milão, em 22 de janeiro de 2013. 

Outros integrantes conhecidos da lista são o inglês Joey Barton, que ficou 74 dias preso por agredir uma mulher em uma briga no Reino Unido, e se envolveu em polêmica com Neymar após várias críticas. Ricardo Centurión, ex-São Paulo e atualmente no Racing, da Argentina, também está na seleção. Ele tentou subornar um policial em seu país após cometer delitos no trânsito. 

Veja a seleção completa:

Bruno (preso), Serge Aurier (Tottenham-ING), Alexis Zárate (Spartak Jurmala-LET), Ruben Semedo (Villarreal-ESP) e Breno (Vasco), Adam Johnson (preso), Joey Barton (sem clube), Yordan Letchkov (aposentado), Ricardo Centurión (Racing-ARG), Michele Padovano (aposentado) e Robinho (Sivasspor-TUR). 

MAIS SOBRE:

futebolfutebol
Comentários