Jornal peruano reclama de CT, chama árbitro de 'fuleiro' e cita 'jogo sujo'

Brasil e Peru se enfrentam neste domingo pelo título da Copa América

Relacionadas

Já vimos o que os jornais estrangeiros estão dizendo sobre a final entre Brasil e Peru na Copa América, mas agora é a vez de mostrar a opinião de um veículo peruano. O periódico Líbero, do país, revela que os adversários da seleção brasileira neste domingo, às 17h, estão incomodados com as condições oferecidas à eles.

A matéria intitulada "Contra tudo" dá um panorama do que está sendo dito. Entre as reclamações, está a que o elenco treinado por Ricardo Gareca chegou a ter que dividir espaço com os jogadores das categorias de base do Fluminense por conta da forte chuva que atingiu o Rio de Janeiro e fez com que o treino atrasasse.  

"Gareca pediu cuidados extremos, tanto na segurança como na alimentação". A parte que recebe a chamada "Jogamos uma guerra" termina com a seguinte frase: "Paranoia? Não, simplesmente prevenção diante do que está em jogo".

Gareca, no entanto, minimizou. "Cumpriram todas as pautas, nos sentimos muito confortáveis. No Brasil, até o momento sempre estiveram bem conosco, muito amáveis. Pode haver alguma coisa, mas é o normal neste tipo de organização, da magnitude do evento. Não tenho nada a dizer (sobre treino no Fluminense), trabalhamos em um tempo com muito vento e chuva, essa foi a parte ruim. Mais nada".

A publicação também cita falta de água adequada para processos de recuperação física e ausência de espaços físicos como salas de reuniões e de coletiva. "Conmebol e Brasil jogam sujo. Além de um árbitro 'fuleiro', ontem a seleção teve dificuldades para treinar. A equipe não se abate e está pronta para brigar na Copa América", afirma.

O juiz que apitará a partida deste domingo no Maracanã, Roberto Tobar, também foi alvo de críticas. O jornal chamou o chileno de "árbitro fuleiro" por estar envolvido em episódios polêmicos na carreira como ameaças de agredir jogadores.

MAIS SOBRE:

futebolPeru [América do Sul]ConmebolRicardo GarecaCopa América de FutebolRoberto Tobarseleção brasileira masculina de futebol
Comentários