Juiz boliviano faz gesto do VAR para justificar decisão em torneio não tem o recurso

Raúl Orosco confirmou pênalti de maneira duvidosa, e depois não marcou invasão à área quando foi cobrado

Relacionadas

O juiz boliviano Raúl Orosco cometeu uma lambança daquela enquanto comandava o jogo entre Always Ready e Bolívar pela primeira divisão do país. Ele fez o gesto do VAR para justificar uma a marcação de um pênalti, mas o torneio não utiliza o recurso.

A cena acabou viralizando. Em uma disputa dentro da área, Orosco, a princípio mandou seguir. Depois, foi avisando pelo ponto eletrônico por outro membro do trio de arbitragem de que o pênalti teria acontecido. Ele foi até a lateral do campo conversar com o colega e, depois, voltou fazendo o sinal do VAR, o que ficou incompleto após ele notar a situação.

De qualquer jeito, o pênalti foi cobrado por William Ferreira. E perdido. Houve quem visse no momento outra razão para criticar o árbitro, que não teria mandado voltar mesmo com uma invasão dentro da grande área - vale lembrar que o VAR corrigiria esse erro.

O pênalti poderia ter mudado o resultado final da partida, o que não aconteceu. Assim, o jogo terminou com a vitória do Bolívar por 1 a 0, gol de Vladimir Castellón.

MAIS SOBRE:

futebolBolívarAlways Readyarbitragem esportiva
Comentários